Uma road trip por Portugal: Coimbra, Évora, Figueira da Foz, Óbidos, Peniche e Porto

Já havíamos ido a Portugal em outras oportunidades, mas foi nossa primeira vez juntos. Percorremos muitos quilômetros, passando por várias cidades – Coimbra, Évora, Figueira da Foz, Óbidos, Peniche, Porto -, algumas delas presentes neste relato.

Coimbra é uma cidade universitária cada vez mais visitada por brasileiros e turistas em geral. Pequena e charmosa, é limpa, segura e animada. Caminhe sem rumo (na parte Baixa, principalmente), subindo e descendo suas ladeiras e escadas.

A Universidade de Coimbra fica na parte alta e é a mais antiga de Portugal. É uma sensação única caminhar por seus corredores e se juntar aos alunos vestidos com capas negras.

Na Baixa, parte histórica da cidade com ruas estreitas e vielas, há lojas de todos os tipos e muitos restaurantes. Ali você encontra vinhos bons e baratos, e come pratos típicos deliciosos. Recomendamos o leitão e a açorda: semelhante a uma sopa, seu toque final é um ovo cru cozinhado no próprio prato.

Ainda pela Baixa, não deixe de visitar a igreja de Santa Cruz, uma das mais antigas de Portugal, belíssima por dentro. E, claro, a Pastelaria Palmeira, casa do melhor pastel de natas da cidade.

Outros destaques: Mosteiro de Santa Clara-a-Velha (igreja em estilo gótico), Portugal dos Pequenitos (ideal para crianças, é Portugal em miniatura), Quinta das Lágrimas (onde Inês de Castro teria sido assassinada) e Convento de Santa Clara (a Nova), onde se tem uma visão panorâmica da cidade.

Em Peniche, vale a pena apreciar seus rochedos e o mar. Com sorte, você poderá almoçar num restaurante na pedra com uma vista magnífica.

Óbidos é uma cidade medieval cercada por cerca de 2km de muros. Seu castelo data do século XIII, e hoje funciona como uma pousada. Na entrada de Óbidos, músicos entoam cantigas daquela época sob belos azulejos retratando a paixão de Cristo.

A partir daí, virando à esquerda ou dobrando à direita, o visitante passará por igrejas, lojas de artesanato e guloseimas, e poderá admirar a arquitetura de Óbidos e suas cores.

Não deixe de conferir a vista panorâmica da cidade e de experimentar a ginginha, bebida típica servida num copinho de chocolate.

No Porto, há também várias dicas que alguns consideram obrigatórias. Sugerimos de início uma visita à livraria Lello, conhecida por servir de inspiração para a autora de Harry Potter, com sua entrada central em arco e duas vitrines laterais.

Depois caminhe até a Ponte D. Luís, ela própria um ponto turístico, atravesse o Rio Douro e sente num dos muitos restaurantes de sua margem, na Ribeira. Peça para comer uma “francesinha” (uma orgia gastro-trash) e, para beber, claro, um vinho do Porto.

Para uma visão panorâmica, uma boa pedida é a Torre dos Clérigos, símbolo da cidade e patrimônio da UNESCO. A vista é linda, mas claustrofóbicos e hipertensos deveriam pensar duas vezes antes de subir.

Se resolver dar um pulo em Évora, não deixe de conferir a Capela dos Ossos, mórbida mas imperdível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s